São Paulo, 27 de novembro de 2014
    Língua Portuguesa
    Matemática
    Ciências
    Geografia
    História
    Módulos
   
    Língua Portuguesa
    Matemática
    Estudos Sociais
    Ciências
    Geografia
    História
    Módulos
 


Sala ambiente - Ciências

Trabalhar com Ciências é trazer para a escola vivências e conhecimentos já adquiridos por alunos e professores, relacionados às Ciências Naturais e, a partir deles poder avançar, associando-os àqueles já sistematizados pela humanidade.

Nas aulas de Ciências podem ser apreendidos conceitos, procedimentos e atitudes, e nesse processo são fundamentais aqueles que permitem a observação, a experimentação, o estabelecimento de relações e a sistematização, auxiliados pelos recursos disponíveis.

Nesse contexto, quanto maior a oportunidade de o aluno entrar em contato com os diversos recursos, mais facilidade ele terá para canalizar sua curiosidade, suas idéias e interesses na resolução de determinados problemas.

Índice:

O que deve possuir a sala-ambiente de Ciências?

É fundamental que existam materiais adquiridos, formais e informais, além daqueles produzidos pelos próprios alunos.

Do Ciclo Básico à 4ª série, os alunos podem coletar dados através da experimentação, que deve ser entendida como um procedimento muito amplo, em que coexistem a manipulação e a construção de objetos simples, a pesquisa em Obras Ficcionais e Não-Ficcionais, vídeos, enciclopédias, jornais e revistas com textos simples, além de experimentos que exijam a observação e a manipulação sem o rigor em termos quantitativos. Alguns materiais são fundamentais para o trabalho com os fenômenos físicos, químicos e biológicos, permitindo que se constate a interação entre eles. Os termômetros podem contribuir para a comparação entre as diversas medidas de temperatura registradas ao longo do ano, relacionando-as à vida dos seres vivos.

Outros instrumentos como ímãs, lentes e prismas são específicos para o trabalho com fenômenos de magnetismo e óptica.

Laboratório de CiênciasA trena, a balança e as provetas permitem que as crianças elaborem as primeiras noções sobre medidas e a lupa permite a ampliação de diversos objetos para análise.

Aquários, terrários e materiais relacionados ao corpo humano contribuem para um entendimento de aspectos mais amplos sobre o ambiente e sobre o corpo humano.Esses e outros materiais podem estar dispostos em "cantos" na sala de aula, permitindo o fácil acesso das crianças a eles nos momentos de cada atividade.

De 5ª a 8ª série, também, são fundamentais os materiais específicos para experimentação, além daqueles improvisados e os elaborados pelos alunos. Nessa fase da aprendizagem podem ser realizadas coletas de informações de maneira mais aprofundada através de mensuração, controle de variáveis, pesquisas; e estudados os processos que envolvem dimensões microscópicas e diversos intervalos de tempo. Neste tipo de trabalho são fundamentais os materiais compostos por vidrarias, lâmpadas e fios elétricos, lentes e espelhos, ímãs, termômetros, além de alguns equipamentos mais sofisticados como microscópio comum, microscópio estereoscópio, balança, aquário e terrário, torso e pranchas anatômicas.

EquipamentosÉ necessário que os equipamentos estejam organizados em armários e estantes, mas à disposição dos alunos. Deve haver espaço para acomodar os trabalhos elaborados pelos alunos, que serão periodicamente substituídos. Materiais como vídeos, livros, jornais, revistas podem estar organizados por temas.

As escolas que possuem laboratórios devem continuar a utilizá-los para a realização de experimentos que necessitam de maior rigor e materiais específicos. No entanto, mesmo já havendo um laboratório na escola, a criação da sala-ambiente de Ciências é importante para a organizaçãode outros materiais e a realização de atividades diversas.


Volta para o índice


Como trabalhar na sala-ambiente?

É fundamental que a sala seja um espaço dinâmico em relação aos tipos e quantidades de materiais e de atividades realizadas pelos alunos, embora não deva ser considerada como o único espaço para o trabalho com Ciências, pois continuam sendo importantes os momentos no pátio e fora da escola, tais como estudos do meio, excursões ou visitas a determinados locais da comunidade.

É preciso que se enfatize que o funcionamento da sala-ambiente depende de uma organização administrada pelo professor. Este deve ter clareza dos diversos momentos do trabalho, como: aulas coletivas, trabalhos em grupos e trabalhos individuais, que se tornam rotina na vida dos alunos, sem deixá-los perdidos ou dispersos.

Volta para o índice


Um Exemplo

Um assunto que pode ser introduzido na classe pelo professor ou surgir a partir dos próprios alunos é a nutrição.

Num primeiro momento o professor poderá abrir uma discussão com o grupo fazendo um levantamento sobre algumas das seguintes questões: o que acham que é comer bem, que tipos de alimentos acham que é necessário comer todos os dias e os que se devem comer moderadamente; como agrupariam os vários tipos de alimentos, qual a importância desses grupos de alimentos para o nosso organismo, o que comem os diversos animais, o que a Ciência já sabe sobre nutrição, quais os tipos de dietas mais conhecidas etc.É importante que o professor anote as respostas em cartazes para que as questões possam ser retomadas posteriormente.

ComidaApós a discussão, o professor poderia organizar, juntamente com os alunos, uma forma de conduzir o trabalho, em que seria definido o que cada grupo gostaria de pesquisar, como gostaria de conduzir a pesquisa, que materiais seriam utilizados. O professor pode sugerir diversas formas de coleta de dados mais adequadas ao assunto tratado.

Um grupo poderia pesquisar em livros didáticos, paradidáticos, jornais e revistas, na própria sala-ambiente; outro grupo poderia utilizar a biblioteca, que normalmente contém títulos e revistas científicas que podem ampliar e aprofundar o assunto; alguns alunos podem pesquisar em vídeos que contenham dados sobre o assunto, ou que trazem reportagens atualizadas; outro grupo poderia fazer um levantamento dos hábitos alimentares de algumas pessoas da escola ou da comunidade.

Poderiam ser utilizados alguns experimentos envolvendo hábitos alimentares de alguns animais. O terrário e o aquário são muito importantes nesse momento, pois simulam ambientes onde podem ser criados diversos tipos de animais (consultar o documento da SE/CENP: 3ª a 4ª séries: 1º grau. v.1. p.111, da série Prática Pedagógica. O professor pode orientar os alunos no sentido de analisar os hábitos alimentares de alguns tipos de animais, relacionando-os, por exemplo, à temperatura.

Para isso são importantes os termômetros (de parede ou químicos). As lupas de mão e os microscópios estereoscópios podem ampliar o tamanho dos animais estudados, evidenciando estruturas relacionadas à alimentação, que podem ter analogia com a nossa estrutura bucal.

DesenhandoDepois de coletar os dados é necessário organizá-los em tabelas, gráficos, textos, desenhos etc, que tornem possível sua melhor visualização pelos alunos. Esses registros são fundamentais para que os alunos conheçam as informações coletadas pelos vários grupos e dessa forma possam elaborar as conclusões da classe sobre o assunto.

O momento do registro é muito importante, pois ao organizar dados e compará-los com as hipóteses levantadas, os alunos terão condições de perceber o quanto avançaram em relação aos conhecimentos.

Os trabalhos ficarão expostos na classe por um tempo definido pelos próprios alunos.

É importante salientar que o assunto não precisa necessariamente esgotar-se nesse momento e que outros assuntos podem surgir, tais como: a variedade dos hábitos alimentares no nosso país e no mundo, o histórico sobre a utilização dos alimentos pelo ser humano, as formas de conservação de alimentos etc.

Atividades desse tipo podem ser desenvolvidas em qualquer série do 1º grau, adequando-se, naturalmente, o objetivo, o aprofundamento e os materiais, a cada faixa etária.

Volta para o índice

Elaboração:
Mônica Jakievicius